Bonito

 

Imagens

Descrição

 
Inserida na Serra da Bodoquena
 

Programação (3 dias)

 

Manhã

Tarde

1º Dia

2º Dia

3º Dia

Viagem Escola - Ilha do Cardoso

Estudo dos Ecossistemas Praias - Dunas - Costão

Estudo dos Ecossistemas Mata Restinga - Mata Encosta

Estudos Sociais

 Comunidades Tradicionais 

Estudo dos Ecossistemas Manguezal

Trabalho de Conclusão

Encerramento

Noite

Atividades Extras

Palestras e Histórias

Atividades Extras

Passeios noturnos

Viagem Ilha do Cardoso - Escola

Programação (4 dias)

Manhã

Tarde

Noite

1º Dia

Viagem Escola - Iguape

Estudo da Região

Valo Grande

Viagem Cananéia

Pernoite na Ilha do Cardoso

2º Dia

3º Dia

4º Dia

Estudo dos Ecossistemas Praias - Dunas - Costão

Estudo dos Ecossistemas Mata Restinga - Mata Encosta

Estudo dos Ecossistemas Manguezal

Atividades Extras

Passeios noturnos

Estudos Sociais

Comunidades Tradicionais 

Atividades Extras

Passeios noturnos

Estudo Comparativo

Análise de Dados

Confecção de Modelo

Viagem Ilha do Cardoso - Escola

Trabalho de Conclusão

Encerramento

Locais de interesse

 
Parque Nacional da Serra da Bodoquena: xxxxx
 

Possibilidades Pedagógicas

 
Para o Estudo do Meio em Bonito, a Apel indica alguns temas que poderão ser trabalhados de forma otimizada, devido as características dessa região:
Tema 01: Ecossistemas litorâneos
Objetivos:
- Reconhecer cada um dos ecossistemas com suas características;
- Analisar comparativamente os ambientes usando como parâmetros alguns fatores bióticos e abióticos;
- Elaborar um modelo de sucessão ecológica entre os diferentes ecossistemas através da base de dados coletados;
- Registrar, reconhecer, discutir e fixar conceitos como ecossistemas, biomas, nicho ecológico, teia alimentar, sucessão ecológica;
Técnicas utilizadas:
- Coleta e análise de dados abióticos através de estações, móveis e fixas, com medições diárias e programadas. Equipamentos utilizados: pluviômetro, termômetro de ambiente, termômetro de solo, luxímetro, higrômetro, barômetro e outros;
- Construção de modelos baseados nos dados coletados;
- Análise e comparação de fatores bióticos e abióticos através de registros por transeptos nos ecossistemas, caracterizando e registrando o ecossistema;
- Análise comparativa dos fatores bióticos e abióticos através de:
  • Estudo microscópico da composição do solo;
  • Quantificação de biodiversidade através de quadrantes de estudo;
  • Qualificação da biodiversidade através de coletas e do agrupamento e análise dos dados coletados nos quadrantes;
  • Análise comparativa das águas de cada ecossistema e suas características: pH, turbidez, cor, matéria orgânica dissipada; 
  • Reconhecimento da interação entre fatores bióticos e abióticos através da identificação e análise de bio-indicadores;
Tema 02: Unidades de Conservação
Objetivos:
- Conhecer o conceito de Unidades de Conservação (UC);
- Conhecer uma UC, entendendo suas características e extrapolar essa experiência para as outras UCs através de modelos propostos;
- Observar e discutir o uso de uma UC, qualidades e defeitos, e avaliar o processo de manutenção dessa UC;
- Participar e registrar as ações de educação ambiental da UC;
- Propor estratégias, modelos e ações para as ações dessa UC;
Técnicas utilizadas:
Na preparação do Estudo:
- Palestra sobre as UCs no Brasil e no mundo para todos os alunos do estudo;
Em campo:
-Separação da turma em grupos de trabalho conforme os diversos atores relacionados às UC: comunidade local, comunidade científica, poder público, etc;
- Elaboração de estratégias de cada grupo para essa UC;
- Desenvolvimento e implantação de ações nos grupos de trabalho;
- Análise da problemática envolvida e extrapolação do modelo proposto para a realidade das UCs no Brasil e no mundo;
Tema 03: Povos e Comunidades Tradicionais
Objetivos:
- Conhecer as comunidades tradicionais regulamentadas pela Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (PNPCT), instituída em 2007 pelo Ministério do Meio Ambiente. Possibilidades da região: Comunidade Caiçara, Comunidade Indígena, Comunidade Quilombola;
- Entender o modo de vida dessas comunidades, os aspectos históricos e tradicionais que formam essas comunidades, as necessidades atuais, sociais e econômicas que envolvem essas comunidades e suas adaptações para as novas realidades; 
- Mapear a relação entre os povos, comunidades tradicionais e o turismo sustentável;
Técnicas utilizadas:
- São criadas dinâmicas de interação que possibilitem o conhecimento e envolvimento, ao mesmo tempo que respeite as normas e tradições de cada comunidade. Podem ser realizadas entrevistas, rodas de conversas, participação em atividades culturais das comunidades;
- Projetos específicos para determinadas áreas: Projeto "Caiçares" - o Estudo da Comunidade Caiçara através de sua língua e o desenvolvimento de sua cultura e seu pensamento baseado nesse conhecimento.

Contato:

contato.apelviagens@gmail.com

(11) 94198.7772

São Paulo (SP)

© 2017 - Desenvolvido pelo setor de Informática e TI da Apel.

Conheça nossas redes sociais:

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon